Artigos

O Kamiza e seus elementos

Publicado em 10 de dezembro de 2012 | Por : | Categoria : Artigos | Nenhum comentário


O Kamiza, que literalmente significa “lugar do espírito” é o principal lugar de um Dojô japonês, bem como casas tradicionais japonesas. Kami é um termo que descreve as várias divindades do xintoísmo, religião nativa do Japão. Então Kamiza é onde residem Kami. O Kamiza é, assim, um pequeno templo que costumava ser um lugar de reverência, pureza e respeito. Nas casas representa a veneração e respeito pelos antepassados.

No Dojô de artes marciais, representa o respeito pela herança marcial e honra pelo atual Sôke ou Mestre da Arte Marcial em questão, bem como os anteriores dele. Embora o Kamiza consiste principalmente em elementos Xintoístas, não tem qualquer significado religioso nele, mas você deve pensar que é um ícone cultural. Quando meditamos na frente dele e reverenciamos, nós não estamos orando a nenhum Deus nem praticando qualquer religião, mas apenas mostrando respeito à nossa tradição e nossa herança marcial. Alguns ocidentais podem ter dificuldade em assimilar a idéia de fazer as reverências e rituais em frente ao Kamiza, no entanto, seguir um caminho tradicional exige uma mente aberta.

A reverência ao Kamiza é um lembrete de que temos tido uma obrigação voluntariamente. O Kamiza é colocado na parede Norte do Dojô ou em uma casa, o Norte é o caminho para o céu como ele deixa a Estrela do Norte, considerada a primeira estrela do céu. No caso de não poder ser colocado na região Norte é colocado ao Leste, local de onde a luz do amanhecer. O terceiro lugar seria ao Oeste e por Último o Sul. O Kamiza contém uma série de elementos, alguns deles são obrigatórios e outros opcionais.

Alguns deles são difíceis de encontrar aqui no Ocidente e em outros Dojô não têm o Kamiza colocado constantemente pelo qual os elementos são óbvios.

ELEMENTOS DOS KAMIZA

Kamidana: É a estante que serve de base para colocar o templo e o resto dos elementos que constituem o Kamiza, cada um deles com um simbolismo e significado específico dentro da tradição japonesa derivada essencialmente do culto xintoísta, em outros casos também budista ou mesmo misto.

Shimenawa: Um dos itens impossíveis conseguir aqui, é um grosso pedaço de corda trançada de palha de arroz que identifica o lugar como um local sagrado, de acordo com o costume xintoísta. Indica a presença de “Kami” ou espírito do lugar. Marca a separação entre o profano e um lugar sagrado. Afasta as impurezas e purifica o espaço em torno dele. Esta corda é igual ao O-Fuda, que são queimados em um templo a cada ano em um momento específico e trazem uma outra corda abençoada pelos sacerdotes.

Shinden: No centro do Kamiza encontramos uma estrutura (Shinden) similar a um templo, onde eles guardam o espírito (O-Fuda), que vigia e cuida de nosso progresso no treinamento.

O-Fuda: Amuleto que representa o espírito que reside no Kamiza, fornece boa sorte e proteção, e é benzido por um sacerdote xintoísta. É colocado dentro do templo (Shinden).

Kagami ou Shinkyo: Outro elemento importante e essencial é o Kagami ou Shinkyo, um pequeno espelho redondo, que reflete a nossa alma imortal e ao mesmo tempo nos faz lembrar da impermanência, a transitoriedade da nossa existência. Todas as qualidades são refletidas no espelho e vemos quando olhamos, por isso é um reflexo do nosso “Eu” verdadeiro e de nosso coração puro (Shin Kokoro).

Kagaribi: Os candelabros para as velas. Normalmente se usam 2, 3, 5, 7 ou 9, dependendo da tradição, Dojô, escola, etc…

Tomy: As velas, que simbolizam a luz universal de que nos constituem de pequenos fragmentos. Quando se coloca 2, representam as energias básicas: In (Yin) e Yo (Yang). 3 representam o Sanshin, os três corações. Se colocar 5 velas, representam os 5 elementos: Chi, Sui, Ka, Fu, Ku. 9 velas na Bujinkan representam as 9 escolas e ao mesmo tempo o número mágico.

Fotos dos Mestres: Em uma grande maioria dos Dojôs no Japão, se coloca fotos de mestres falecidos, a esquerda do Shinden e a direita são colocadas as fotos dos atuais ou que ainda vivem.

Shingu – recipientes de porcelana: * Sakaki Data: Vaso com folhas de árvore Sakaki, um pinheiro japonês. Simbolizam a presença da natureza e os nossos laços com ela. Pode ser substituída por qualquer elemento vegetal vivo, uma flor, plantas, etc. * Mizutama: Uma pequena tigela circular com água fresca, uma oferta para os Kami. * Tokkuri: Uma pequena garrafa selada completa de O-Miki, um saquê especial purificado ritualmente. Outra oferenda para os Kami. * Sara: Tigelas contendo Oshio (sal) e Okomo (arroz lavado), que representam os elementos necessários para sustentar a vida. Como objetos opcionais também é normal colocar algum objeto pequeno que é de importância especial para o Dojô, ou uma imagem representativa de um Buda ou uma tigela com terra de algum lugar representativo para a escola em que foi queimado incenso.

Shihan Marcio J. Santos

CREFSP 08243/P SP - MENKYO JAPAN