Ofuro Jutsu

É a arte do banho, que possui vários fins: relaxamento, limpeza, terapêutico entre outros. Quando se fala em Ofurô, a primeira coisa que nos vem à mente é uma maravilhosa tina de madeira com água quente, onde ervas nos esperam para um delicioso banho. Esse é o tradicional ofurô japonês.
O ofurô tradicional é originalmente feito nessa tina de madeira (individual), com água aquecida gradualmente até 45o sobre fogo alimentado por carvão. O banho dura de 10 a 20 minutos e é conhecido por ser um tipo de imersão mais profunda.

Nele pode ser utilizada somente água, mas, se acrescidas a ela substâncias voláteis e perfumadas ou medicamentosas, adquire efeitos curativos por sua vantagem de maior penetração, devido à alta temperatura. O calor tão apreciado, no entanto, é o principal fator desses efeitos, pois provoca uma vasodilatação e conseqüentemente aumento do fluxo sangüíneo, o que melhora a oxigenação das células, ajudando a eliminar toxinas e a relaxar o corpo por completo. 

Por outro lado, a água quente que nos relaxa também desidrata a pele, porque ocorre um aumento dos espaços entre a camada córnea, por dilatação. Por isso, atenção aos exageros: quem não está acostumado pode ter uma síncope caso abuse das altas temperaturas. 

Mas é um banho ideal para aliviar tensões, dores musculares, para relaxamento físico e do sistema nervoso e ativar a circulação sangüínea e linfática.
Estudos mostram que a técnica japonesa aproveita os efeitos terapêuticos da água e o formato da banheira (Ofurô) que, juntos, proporcionam as sensações do útero materno: proteção, acolhimento etc.